Social Icons

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Só pra dizer OI




Vim só dar um beijinho rápido e dizer que está tudo bem.
Preferi fazer minhas visitinhas ao invés de post, já que ontem não 
apareci.
Se cuidem sempre.
Eu estou na luta com RA e AF certíssimas!
Beijos

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Nada como um dia após o outro!


Dia corrido à beça hoje. 
Trabalho até 13:30, depois vou pra faculdade atender meus pacientes,
depois supervisão até às 18 horas. Só aí é que vou pra casa e hoje vou fazer de tudo
pra não deixar o desânimo me pegar como ontem que não fiz AF.
Vou chegar, colocar o tênis e correr para a bicicleta.

Ontem, não sei porque razão, exagerei no jantar. 
Estava seguindo a RA direitinho e
à noite degringolou tudo.
Já tinha lanchado à tarde e na faculdade
comi biscoitinho sem gluten de soja. 
Não estava com fome, mas quando fui preparar
o lanche do marido acabei comendo também. 
Não gostei do que fiz, porque eu sei que não posso comer pão depois de 8 horas,
ainda  mais quando não me exercito.
Mas vida que segue e vou correr atrás. 
Ontem foi um dia atípico, às 22:15 estava na cama, 
com um cansaço horroroso, incomum pra mim que só durmo meia noite
e com uma vontade de comer tudo.
Muito estranho!

Hoje retomei a RA numa boa e vou me esforçar 
ao máximo pra não pisar na bola no
jantar e fazer minha AF. Coloquei um vestido pra trabalhar que não usava 
há anos porque ficava parecendo botija de gás. 
Ficou tão bonitinho agora! 

Nada como um dia após o outro!


PS: Perdoem, amigas mas hoje não conseguirei ir até o cantinho de vcs.
Amanhã, eu apareço, ok?

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Tudo lindo no fim de semana

Fim de semana chegou e com ele aquele medo que ainda sinto.
Vou conseguir me segurar?
Meu marido já me disse mais de uma vez que acha difícil eu voltar 
nesse caminho que decidi seguir. Já incorporei os hábitos e não estou
mais "de dieta". Só que o medo pela compulsão ainda bate.
Sexta é um dia de happy hour na família então seja na rua ou em casa
separamos um tempo pra estar juntos, rir, brincar e claro, comer e beber.
Não pulei uma sexta sequer desde que comecei a R.A., mas troquei os comes
e bebes por coisas saudáveis e gostosas e o bom é que todo mundo, até a filhota de
11 anos, acompanha e gosta. Sábado foi tranquilo, não comi nada demais. Fiz abóbora
com carne seca para o almoço (coisa que amo e comia horrores antes).
 Me mantive tranquila e comi dentro do meu limite.
Se deu vontade de pegar mais?
Claro que deu!
Mas não cogitei a hipótese, estava satisfeita e respeitei meu corpo que, ao
contrário da minha cabeça, não pedia pra repetir.
Também fiz um pouquinho de doce de abóbora.
Vi na internet uma receita light que fica deliciosa e quase sem calorias. 
Comi um pouquinho só também e sem peso na consciência.
Ontem domingo, uma saladinha de atum e depois TCC. Escrevi à tarde toda e o maridão
cuidou de mim. Trouxe melancia na hora do lanche e água fresquinha a tarde toda.
Foi um fim de semana muito tranquilo, na RA, com a AF certinha
com 40 min de ergométrica (comecei sábado a fazer abdominais
 e flexão de braços pra fortalecer...hoje dói tudo, rs).
Quero eliminar um pouco mais essa semana e por isso,
vou intensificar a AF e não comer pão pela manhã.

Li no livro Mulheres, comida e Deus, de Geneen Roth
(tenho o pdf, se alguém quiser é só falar),
que a gente se acostuma a não confiar no que o corpo diz.
O corpo está satisfeito e manda os sinais,avisando que não quer mais.
Nossa cabeça é que não obedece, e não confia no nosso corpo e
por isso comemos mais do que precisamos.
Quando eu sei que estou satisfeita e mesmo assim quero comer, eu penso nisso. 
Pergunto pra mim mesma por que eu não posso confiar no meu corpo?
Acho que hoje eu já confio mais no meu, embora ainda
tenha receio de não conseguir parar.
Não quero que esse medo me acompanhe pra vida inteira,
quero sentar à mesa e ficar tranquila 
que saberei quando parar e o que comer,
para o bem desse corpo que eu amo e que agora, cuido.

Beijos meninas e desculpem o post imenso!
Boa semana pra nós!

sábado, 27 de outubro de 2012

Dia de pesagem e sorrisos


Pois é...hoje foi dia dela!
E ela sorriu pra mim. Lá se foi pra nunca mais voltar mais 1 quilo.
Foi pouco, mas sei que não me esforcei tanto. Quase não fiz AF e comi
um pouco mais de pão sem glúten. Isso pesou.
Mas estou feliz, cheguei aos 80 quilos e agora abro os braços para a casinha
dos 70. Semana que vem estarei morando lá.

Ontem não deu pra aparecer, estava complicado no trabalho e à noite, procuro
estudar ou ficar com minha família. Agora vou fazer minhas visitinhas e depois
cuidar das unhas e do cabelo.

Provavelmente amanhã não postarei, então já me adianto e 
desejo a todas um lindo domingo light.
Beijos.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Feliz com o corpo e a alma mais leves

Eu já contei do peso, já contei das roupas e até postei foto, mas não falei do IMC.
Na verdade nem lembrava que esse negócio existia. Ontem é que me dei conta.
Quando iniciei a R.A. o IMC era 30,6 - Obesidade Grau I, isso me assustou pra 
caramba, nunca havia chegado a tanto.
Ontem refiz os cálculos e saí da faixa. Agora estou com 29,6, sobrepeso.
Não é o que eu quero, mas já é um grande avanço e essas vitórias me dão
força para continuar.

Quero agradecer a todas pelo carinho nos comentários de ontem na foto,
me fez muito bem compartilhar com vcs esse assunto.
Ontem revi meu cardápio porque acho que estava exagerando em alguns pontos.
Vou focar bem agora e continuar firme e tentar ir mais longe na 
AF (quero fazer 1 hora de bike todos os dias). 
Estou feliz comigo, com meus resultados e tenho a certeza de que nada 
me fará desistir do meu objetivo. 
Estou cumprindo todas as minhas metas. 
Estou mais vaidosa, pés e mãos feitos, depilação em dia, cabelo tratado e arrumado, me sentindo mais bonita e tudo isso é fruto da minha 
escolha em emagrecer, em mudar minha vida 
Não sabia que faria bem para a alma também, porque estou feliz como há muito tempo não estava. 



quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Compartilhando o antes e o depois


Primeiramente perdoem-me a qualidade da segunda foto. Foto de celular e à noite é complicado mesmo.
Só queria mostrar pra vcs o quanto já mandei embora desse corpinho que Deus me deu. 
A primeira foi tirada em 01/07/2012 e a segunda, ontem 23/10.
Estou feliz demais! Roupas que não usava há anos estão agora de volta à 
parte visível do guarda roupa (nem vou precisar comprar roupa nova, rs)
Este post é para compartilhar a vitória, a mudança de vida, de hábitos 
e principalmente de pensamentos que me faziam sentir a menor das criaturas.
Obrigada a vcs pelo apoio de sempre e pelo carinho.
Nunca pensei que blogs ajudariam e fui reticente quando fiz. 
Hoje sei que faz todo sentido acompanhar os amigos que estão 
na mesma luta e compartilhar os momentos bons e ruins.

Beijos



Meninas, por acaso alguém aí fez ou faz drenagem linfática ou massagem para redução de medidas?
Ouvi dizer que fazer essas duas antes de malhar ajuda nos resultados porque as células de gordura são quebradas e aí o exercício aeróbico tem mais facilidade de queimar. Me contem depois, ok?


* Final de semana e durante o dia vou tirar uma foto mais digna, na câmera, ok?

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Psicanálise me fazendo pensar...


Estou no último período da faculdade de psicologia e embora atolada com o TCC, 
decidi fazer uma aula que achei muito interessante. 
Chama-se Psicologia do Feminino com uma professora maravilhosa, que sabe tudo de psicanálise.
Bom, ontem fui a essa aula e o assunto era Anorexia. 
Fiquei toda animada porque gosto demais desse  tema relacionado aos Transtornos Alimentares. 
Apesar da aula estar direcionada ao transtorno anoréxico, 
também pensamos sobre a obesidade e o problema da auto imagem. 
Foi através do estudo da Psicologia da Obesidade que a minha ficha caiu em relação à minha compulsão há 3 meses atrás e eu pude enfim entender que eu precisava mudar minha cabeça antes de mudar meu corpo ou meus atos.
Não vou entrar aqui no assunto da aula, mas posso dizer que o que acontecia comigo e acontece com tantas outras não é só uma questão de comportamento. 
É algo bem mais profundo, mais arcaico e que altera nossa relação com a comida. 
Desde que eu descobri, em análise, o que causava minha relação doente com a comida, foi mais fácil decidir mudar. Parei de olhar para a comida como uma criança sempre faminta e carente.
Acho que hoje já consigo estabelecer uma relação adulta com um prato, 
de forma que eu o controle e não ele a mim.
Esse pensamento não se deve só a comida, mas também ao controle financeiro, aos relacionamentos. Não tem que ser tudo ou nada. Não preciso ter a geladeira abarrotada como antes para me sentir feliz. Também não preciso gastar demais para mostrar a mim mesma que tenho tudo que eu quero, 
nem ter relacionamentos doentes que tiravam de mim toda a liberdade
 e alegria em prol da atenção que tinham comigo.
 São coisas que me fazem pensar e entender que eu usava a comida, o dinheiro e até o amor
para saciarem a minha carência, preencher meu vazio. 
Fiz tantas dietas, tantos cálculos para economizar, me entreguei tanto a gente que não merecia. 
Tudo em vão. Sem entender a causa, eu jamais tamponaria a consequência.
Acho que finalmente cresci!

Foi um desabafo, uma constatação...sei lá.
Estou pensando muito nesse sentido hoje e precisava compartilhar com pessoas que talvez possam passar pelo mesmo que eu.
Bjs!

P.S. Sou fã da Psicanálise e tenho esses ensinamentos como base para minha vida pessoal e profissional, mas tenho que dizer que respeito qualquer linha psicológica, todas funcionam e fazem maravilhas pela gente. Vai da preferência e do gosto de cada um.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Semana começando e R.A. a pleno vapor

Oi lindas amigas!
Fim de semana se foi e com ele levou Carminhas, Seminário no Rio e algumas besteirinhas que coloquei pra dentro.Ontem á noite, exagerei um pouquinho nas frutas secas, nada demais, mas sei que não precisava ter
comido. Meu olho que cresceu mesmo. Sexta e sábado também tomei uma taça de vinho, mas tomei consciente e não me senti culpada. Até nessas horas vejo o quanto as coisas já mudaram na minha cabeça. Antes, quando estava entediada no domingo à noite, abria um pacote de biscoito Maizena (aquele vermelhinho) e comia com manteiga (camada generosa) até acabar, ou pedia 1 pizza e comia quase a metade. Só percebia o quanto havia comido quando acabava. Aí batia a culpa.

Ontem comi passas (umas 10) e ameixa (foram 4). Sim, sei que não é nada ruim, mas é um episódio de compulsão. Não pensei para comer, quando vi, estava mastigando. Sei que preciso segurar esses momentos, eles ainda me incomodam.  Compulsão não é só comer besteiras adoidado, é comer para esconder algum sentimento ou algo que incomode. É comer sem pensar.
Isso realmente é um passo importante para eu emagrecer para sempre.

No geral, acho que fui bem na R.A. Passei por boas provas e resisti.
Tenho mais segurança de que consigo me controlar e comer o suficiente na imensa maioria das vezes.
Isso é bem diferente de alguns tempos atrás, em que eu não sabia parar, só quando passasse mal.

Queria contar pra vcs que minha vontade de comer pães e doces 
diminuiu absurdamente depois que retirei o Glúten da dieta. Tenho também sentido menos os sintomas do
hipotireoidismo (cansaço, suor excessivo, inchaço). Sempre tomei o hormônio para controlar a tireoide  mas segundo a nutri, o glúten não deixava que o organismo absorvesse como deveria o medicamento.

Estou muito feliz porque nessa semana ou na semana que vem, se eu me esforçar, vou conseguir sair da casa dos 80. Estou nessa faixa há pelo menos 5 anos, já cansei dela. 
É isso, meninas. Linda segunda feira a todas.
É um prazer recebê-las aqui.

domingo, 21 de outubro de 2012

Só pra matar saudade

Meninas lindas, tudo bem?
Passei rapidinho só pra dar um oi e agradecer pelos comentários carinhosos. Essa coisa de blog é muito surpreendente. Eu, pelo menos, quando sei que venci por mais um dia, quero vir aqui e contar, sinto falta quando não dá. É como compartilhar uma vitoria com pessoas que sabem exatamente o que eu sinto e o quanto 1 quilinho a menos é importante. Vcs são especiais, obrigada de coração por toda a força!

Estou feliz de ver que a R.A. está atingindo todos aqui em casa. 
Meu marido se pesou ontem. Em 3 semanas  comendo direitinho comigo e pedalando por uma hora saiu de 84 quilos para 79. Vai perder peso fácil assim lá em casa, rsrs!

Estou enrolada escrevendo o TCC e, pelo menos por hoje, 
estou entregue a Freud, Lacan e Winnicott.
Lindo fim de domingo a todas. 
O meu está preguiçoso, primeiro dia de horário de verão pra mim é assim.
R.A está linda no fim de semana e daqui a pouco vou fazer minha pedalada.
Vou fazer algumas visitinhas agora. Beijos a todas e até amanhã.
Fim de domingo lindo e light pra todo mundo!

sábado, 20 de outubro de 2012

Mais desse sábado vitorioso

Olá amigas!
Sabadão com direito a duas postagens. Precisava contar duas coisas.

1ª -  Hoje é dia de pesagem e lá se foi mais 1 quilo que não pertence ao meu corpinho. Foi pra não voltar jamais. Agora peso 81 quilos. Feliz da vida!!!!

2ª - Falei que hoje iria para o Rio apresentar um trabalho da faculdade. Pois bem, saímos às 6 da matina daqui e fomos eu e mais 4 colegas. Já fiquei toda boba logo cedo porque algumas delas, que não me veem sempre, notaram de cara que eu emagreci. Fiquei muito feliz! \o/
Tomei café normal em casa e mesmo cedo me obriguei a comer para não comer besteira durante a viagem. Levei umas frutinhas secas na bolsa caso desse fome e um biscoitinho salgado sem gluten que descobri no mercado (95 calorias). Tinha um monte de coisa gostosa na cantina do seminário, mas eu só comprei água.
A apresentação do trabalho foi ótima, deu tudo certo e ficamos lá até o meio dia. Como todo mundo estava com fome, resolvemos parar para comer pela estrada. Meu voto de ir a um restaurante almoçar foi vencido pela maioria que decidiu ir ao Mc Donald´s. Maioria é maioria e lá fui eu. Confesso que não ligo muito para esse tipo de lanche, então preferi só comprar um suco pra acompanhar meu biscoitinho. 
Tava bonita de ver a mesa. Hambúrgueres, quarteirões, batatas fritas e refris e eu lá com meu suquinho e biscoitinho(só comi a metade do pacote). Fiquei muito orgulhosa de mim por me segurar. Não gosto dos lanches, mas amo os sorvetes, aqueles cheios de calda e chocolate picadinho. Resisti bravamente!
Só almocei duas horas depois quando cheguei em casa.
Nossa, como é bom ver que nada disso me enche mais os olhos e que eu consigo comer bem, mesmo quando as pessoas em volta fazem o contrário. Sei que muitas se identificam comigo. É uma sensação de onipotência, de saber que posso, que consigo.

Ontem comentei no blog da Ana http://derepente-80.blogspot.com.br/ que admirava a força de vontade dela com a AF. Sinceramente, ainda não tenho esse pique e talvez não perdi mais peso por conta do relaxamento com isso. Faço só a bicicleta e tem horas que acho chata demais. POr enquanto é o que dá, já que meu horário não permite que eu caminhe (saio mito cedo de casa e volto tarde da aula) e a grana tá curta pra fazer algo fora. Preciso descobrir uma AF que me dê prazer.

Agora chega, falei demais pra sábado.
Obrigada pelo carinho de sempre.
Beijinhos

Verão dando às caras e eu quero o mar




Oi meninas!
Verão chegando e não sei vcs, mas essa é a época em que consigo descansar um pouquinho e esse ano, por conta do TCC, estou precisando. Como moro na serra, sempre corro para a praia. Tenho uma viagem para Porto Seguro marcada para Novembro e vou passar o Réveillon no Espírito Santo e pretendo usar um biquíni. Sempre preferi as duas peças porque acho que o maiô me deixa redonda demais e fico desconfortável, sei lá, sou cimada com ele. Parece que fico amarrada.
Na minha cidade, não achei nada que pudesse me dar uma ajudinha cobrindo a minha pança que até lá estará menor, mas ainda existirá. Na internet achei essas opções. Gostei dos modelos com calcinhas maiores que sustentam melhor e não mostram tanto. Algumas tem comentários de compradoras que se mostraram satisfeitas, fora que é permitida uma troca ou devolução do dindim.
Estou na dúvida ainda de qual escolher, mas acho que comprarei um desses. Depois que chegar, digo pra vcs a minha opinião. Os valores variam de 119,00 a 150,00. São carinhos, eu sei. Mas pra mim tem que ser algo legal, estruturado, que segure mesmo.  
Não dá pra usar cortininha e calcinha de lacinho (respeito quem gosta).
Esses são do site da Marcy´n (não estou ganhando nada pra isso, estou apenas mostrando uns modelos que gostei). Vi alguns outros também mas são mais de 200,00 e aí meu bolsinho reclama muito.
Eu já comprei roupas pela internet e não me arrependi. Nesse site será a primeira vez.

E vcs? Alguém já comprou biquíni pela net?
Aceito sugestões.
Beijos e lindo sábado.


P.S. Esse post foi feito ontem. Hoje estou no Rio de Janeiro, apresentando minha Pesquisa Científica. Só chego em casa à tarde e aí sim vou visitar vcs.


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O brinde do emagrecimento


Meninas, perder peso é bom, a gente se sente outra, faz bem pra auto estima e pra saúde. Isso todo mundo já sabe.
Mas tem uma coisa que está me deixando muito satisfeita. Sempre tive problemas em usar vestidos ou saias. Minhas coxas ficam assadas, cheias de pipoquinhas que  algumas vezes até mancham a pele. Já sangrei
uma vez de tanto que irritou. Ultimamente só usava saia ou vestido com bermudinha embaixo e como sentia muito calor esse tipo de roupa era só 1 vez em 7 dias e olhe lá. E pior que eu amo vestido!

Pois é, perdi 6 quilos desde que comecei a R.A., até achei pouco pra ver tanta diferença. Talvez seja pelo exercício na bicicleta, mas o fato é que estou usando vestido desde terça-feira e nem um vermelhinho apareceu na coxa. Nossa que maravilha, não precisar mais daquelas bermudas que esquentam e incomodam \o/.
Só por isso já teria valido à pena ter eliminado peso, é outra qualidade de vida. Muito feliz, mais um estímulo pra me manter firme e focada em busca da minha saúde.

E vcs meninas, também tinham problemas com as coxas juntinhas?
Beijos



Estava me esquecendo...
Hoje eu e a família combinamos de ver o último capítulo da novela fazendo uma comemoraçãozinha. Então para não sair da R.A vou fazer uma pastinha com queijo cottage temperado com ervas e palitinhos de cenoura, pimentão amarelo, frutas secas e queijinho minas com orégano. Vou abrir uma exceção e tomar uma taça de vinho com o maridão e a filhota. Como estou seguindo tudo direitinho vou me dar esse presente e comer e beber com consciência.


Ahh, Fiz uma abinha aqui em cima pra anotar meu cardápio. Assim acompanho tudo em um lugar só.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Bom dia pra todo mundo!
Bom, depois de toda essa história de excluir blog e refazer, vamos voltar ao foco daqui.
Tenho conseguido seguir bem a R.A., tive algumas escorregadas segunda e terça, mas não
foi nada absurdo como comer doces, frituras ou algo assim.

Comi um pouco mais de ameixa na segunda porque estava querendo doce e era o que tinha na geladeira. 
Ataquei 6 ameixas à noite. No mercado na segunda, tinha uma degustação de queijos e vinhos. Queijos 
daqueles caros à beça e como adoro não resisti e comi uns 5 pedaços pequenos (queijos amarelos o que não é bom).
Na faculdade terça feira tomei uma daquelas caixinhas de vitamina de banana Ninho Soleil. 
Foram essas três escorregadas.
Pra piorar, não tenho me esforçado muito na ergométrica. Fazia 60 minutos tranquilo e agora só consigo 30,
no máximo 40 e nem faço com muito peso. Estou achando que é a "dona M" que agora depois de 4 anos resolveu aparecer e está me deixando desanimada. (Eu tomo remédio para não menstruar e agora ele resolveu falhar, já fui o médico ver isso).
Fato é que tenho me sentido mais gorda ou inchada, e o pior desanimada da vida.
Essa semana está sendo puxada e pra coroar sábado tenho que ir ao Rio apresentar trabalho.
Vou fazer o impossível para não deixar a peteca cair e voltar ao foco.


Beijos meninas, adorei recebê-las de volta!


*Foto da internet

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Começando de novo...



Tive um problema, aliás problemão e precisei excluir o outro blog. Não entrava nem por reza braba e depois acharam que eu não existia. Ai, ai...
Bom tinha decidido não fazer mais o blog por ter me aborrecido, mas senti falta desse contato, dessa troca.
E aí, voltei!

Espero recebê-las todas de volta e continuar firme na mudança de vida.

Beijos a todas. Senti saudades!

domingo, 14 de outubro de 2012

A parte que me cabe...

Estava visitando os blogs de algumas amigas e um deles me fez parar e pensar.
Me lembrei de uma frase de uma professora no primeiro período de faculdade que foi uma das molas para que eu começasse a mudar meu pensamento e minha vida em relação a uma série de coisas. Na aula, ela falava sobre os limites, sobre o porquê de algumas pessoas se meterem na vida das outras. Eu, metida a besta, disse a ela que não sabia o que fazer porque todo mundo se metia na minha vida. 
Ela prontamente me respondeu: 
"É você quem estabelece os limites e é você que deixa elas se meterem na sua vida, é sua a responsabilidade disso acontecer ou não!"
Confesso que morri de raiva dela na hora, mas depois percebi que ela estava certa. Eu deixava as pessoas fazerem o que queriam de mim, eu não tomava as rédeas da minha vida. 
Comecei ali a ver a minha responsabilidade sobre meus atos.
Hoje, eu sei que engordei porque eu quis, porque eu comi e bebi demais e não porque algumas pessoas me chatearam, decepcionaram ou coisas assim. 
Por isso posso fazer o inverso e reverter esse caminho de gordura extra e 
sedentarismo como estou fazendo agora. 

Há quase 7 meses atrás, eu decidi sair de um emprego que estava me fazendo muito mal. Estava triste, muito chateada e ia trabalhar todos os dias chorando. Era realmente um sacrifício, mas eu já trabalhava lá há 12 anos e tudo que eu sei aprendi lá dentro. 
Sentia como se tivesse uma dívida com aquele lugar. 
No último ano de trabalho lá engordei 13 quilos porque recorria a comida para diminuir a ansiedade, a tristeza e a frustração.
Até que não suportei mais e pedi para cumprir aviso. Iria sair sem ter outro trabalho em vista. Duas semanas depois, o chefe me chamou e disse que precisaria que eu ficasse mais tempo, já que eu era a que tomava conta do setor. Eu disse que iria pensar, não respondi de cara (bateu a culpa de novo). 
Sabia que não aguentaria continuar e decidi não dar resposta nenhuma. 
Ia esperar ele se prontificar o que não aconteceu. 
No último dia trabalhei normal e fui embora, batendo a porta atrás de mim para nunca mais voltar. 
Não me despedi de ninguém e simplesmente sumi. Não precisei voltar para fechar minhas contas porque fizemos isso na semana anterior (eles preferiram pagar antes do carnaval).
Durante meses me senti culpada de ter saído dessa forma, achei que foi uma fuga ridícula, papel de alguém irresponsável. Senti raiva de mim por ter agido daquela forma tão covarde e ingrata. 
Comecei a pensar por que eu não fiz diferente, porque eu não encarei o problema e assumi que eu não queria continuar e a conclusão que cheguei foi: EU NÃO PODIA
Não estava suportando aquele lugar, aquele clima. Queria ir embora simplesmente porque estava além do meu limite e eu não poderia me violentar assim. Quando eu comecei a me colocar como figura principal, percebi que era eu quem criava a culpa e que já estava na hora de me respeitar, de me enxergar com defeitos que todos têm. Percebi que era mais importante cuidar de mim e da minha saúde psíquica do que agradar meu ex-chefe.  Relaxei quanto a isso e não me cobro tanto mais. Entendi que eu quis respeitar meu limite e mesmo não me orgulhando de ter saído daquela forma,  não me culpo. 
Foi o que deu pra fazer e foi por amor a mim.


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

2 semanas sem glúten

Olá, tudo bem com vcs?
Hoje vou falar de resultados.
Em um post no início do blog, falei que iria começar uma dieta sem glúten.
Eu tenho hipotireoidismo e tomo hormônio diariamente, faço todos os acompanhamentos
e não estava vendo resultados na dieta. A nutricionista me aconselhou a retirar o glúten da alimentação
pois ele poderia estar interferindo na absorção do medicamento e deixando meu organismo mais lento.
Comecei a retirar o glúten por completo no dia 28 de setembro. 
Notei que estou muito mais disposta, meu peso começou a diminuir mais rápido nas últimas 2 semanas
e meu intestino tem funcionado direitinho. Minha pele melhorou muito, eu tinha espinhas, vivia com a cara machucada e agora está limpíssima. Estou menos inchada também.
São 8 semanas para testar mesmo a eficácia de retirar o glúten da alimentação. Faltam 6 semanas, mas estou animada com os resultados.
Sinto falta do pão (francês e integral), mas não é nada que me perturbe. Ontem descobri na internet uma receita facinha de massa sem glúten. Fiz o pão ontem e hoje em 15 minutos. A receita está abaixo:



1 xicara de maizena ou farinha de arroz
1 ovo
1 colher (sopa) de óleo
1 colher (sopa) de linhaça triturada
1 colher (café) de fermento royal
1 colher (café) de açúcar
Sal à gosto
1 colher (sopa) polvilho doce
Leite para dar ponto (mais ou menos meia xic de chá)

Obs: A massa fica numa consistência bem cremosa.

Bater tudo no liquidificador e depois despejar em uma frigideira antiaderente.
Gosto de tampar a frigideira para acelerar. Quando um lado estiver dourado é só virar
e assar do outro lado.

Essa é uma massa bem versátil. Pode fazer panqueca (só colocar mais leite), colocar queijo parmesão, goiabada, serve de massa para pizza de frigideira, cobrindo depois de assada com molho, queijo e presunto. Lembro que não é porque o pão não tem glúten que não engorda. A Maizena é amido de milho refinado. Vamos com calma e moderação, ok?

Ah, não resisti! Teria que me pesar amanhã, mas acabei adiantando a pesagem. Menos 1,5 quilos em uma semana. Muito, muito feliz. Lá se foram 6 quilos pra nunca mais voltar 
Lindo feriado para todas!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Uma bolinha tentadora

Não...Não quero matar ninguém de vontade.
Só vim contar uma vitória.
Ontem fiquei frente à frente com uma tentação dessas. Pensei em não comer nenhum, mas
poxa...Eu realmente estava com vontade. Falei comigo mesma:
  "Todos da bandeja têm o mesmo gosto, 
então não faz sentido vc comer rápido
   e comer um monte."

E consegui...comi um só.
Pode até parecer besteira, mas essa aí de cima é minha perdição e acho que é o que eu mais sinto falta na R.A. Peguei o gostosinho e levou 3 mordidas pra comê-lo todo (antes a bolinha ia toda de uma vez, rs).
Fechei os olhos e me concentrei no sabor. 

Fiquei feliz comigo! Acho que essa é a intenção da R.A., reaprender a comer.
Tenho observado as pessoas comendo (Olha, que feio isso!). Consigo hoje ver as diferenças. Pessoas que, no restaurante ficam ali, com o prato a sua frente por vários minutos e conseguem conversar numa boa com as outras da mesa, ou seja, a comida não é o personagem principal e sim a companhia de outras pessoas ou dos próprios pensamentos. 
Comigo não era assim. Eu literalmente traçava tudo da mesa, tinha que deixar o prato limpo e só depois, já empanturrada é que parava pra conversar ou olhar em volta.
Estou reaprendendo. Reaprendendo a ter calma, a pensar antes de fazer, a acreditar em mim e no meu esforço. Reaprendendo a saber que sou capaz de conviver com a comida de uma maneira sadia e não como  se as coisas fossem acabar na face da terra. Consigo perceber quando meu corpo está com fome e quando ele já está satisfeito e pede para eu parar de comer. Estou principalmente reaprendendo que posso confiar no meu corpo, esse mesmo corpo que já me deixou triste muitas vezes por não caber numa roupa, mas que já me deu e dá muito mais alegrias. 
Como tem sido bom me olhar no espelho, cuidar de mim e perceber que  eu mereço tudo isso!

Amanhã é feriado e como não vou viajar porque preciso estudar, 
vou aproveitar pra fazer AF de manhã e à tarde. 

Beijos a todas, aproveitem bastante e se mantenham na linha!

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Ai, Ai...Bola pra frente


Hora do desabafo!
Segunda e terça são dias de completo caos na minha vida. São dias que me divido entre trabalho, faculdade, pacientes, plantão e casa. Ontem foi dia de orientação no Trabalho de Conclusão de Curso.
Não fiquei muito feliz com as orientações, me senti meio injustiçada. Mas fazer o que...
Bola pra frente e bora escrever que tenho 1 mês pra entregar o artigo.

Como o estresse foi grande ontem, acabei descontando na comida.
Fico p da vida quando faço isso e só penso depois.
Segui a R.A. direitinho almocei no trabalho, durante à tarde (suquinho light de uva)
 e no intervalo das aulas tomei café com leite e 1 pão de queijo pequeno.
Voltei pra casa.
Não estava com fome, mas estava com vontade de comer algo salgado.
Maridão amado tinha feito arroz integral fresquinho, aquele feijão que falei ontem e carne assada.
Nem pensei e quando vi, estava eu com o prato vazio.
Coloquei pouco (1 e meia colheres de arroz, um concha de feijão e um pedaço de carne), só que já eram 22:30 da noite. Não era hora de comer tanto e eu sei que comer feijão a essa hora me deixa pesada. Mais uma vez comi pra compensar o stress, o aborrecimento. Fui dormir com a sensação de empanturrada.
Não foi nada exagerado, não me atraquei com hambúrguer, pizza ou algo assim, mas o que incomodou foi que não pensei para fazer, esse é o meu erro. Comer sem pensar.
Preciso ficar de olho nisso e não desanimar.
Hoje tudo volta ao normal e vou conseguir fazer minha hora de ergométrica.

Ahhh, chá de gengibre funcionando. O intestino deu sinal de vida! (risos)
Beijos e linda quarta!


terça-feira, 9 de outubro de 2012

Mais um aliado

E aí, todo mundo seguindo direitinho a R.A.?
Eu estou fazendo tudo direitinho, só ontem à noite é que comi 1 concha de caldinho de feijão fresquinho, apesar de já ter feito o lanche da noite. Não costumo comer feijão com a comida, mas quando o maridão cozinha aquele feijão fresquinho, bem temperado, hummm não resisto e tomo um pouco do caldinho.
Fiz AF ontem, 1 hora de ergométrica acelerada.

Confesso que estava sem ideia do que postar hoje. 
A terça feira é um dia complicado, muito corrido. Trabalho desde às 8 horas e 13:30 vou para a faculdade atender meus 2 pacientes, depois tem plantão, supervisão e às 20:30 tem aula. ´
Estava pesquisando na internet ontem procurando por chás termogênicos. Como tenho hipotireoidismo, esses chás dão uma acelerada no metabolismo que, no meu caso, vive a 10/h.
Estou um pouco enjoada dos chás verde/branco, não estão descendo mais.
Achei a dica do chá de gengibre. Eu gosto muito do sabor do gengibre, adoro comidas picantes, mas nunca tinha experimentado outra forma diferente do raladinho ou filetado com a comida, como tempero.
Li que o chá acelera a queima de gordura, é anti-inflamatório, aumenta a vitalidade e a imunidade.
Vi também que ele é bom para o aparelho digestivo, ajudando a aliviar a constipação intestinal (meu maior pesadelo!). Hoje cedo fiz o chá e trouxe para o trabalho. É um sabor diferente, mas é gostoso.
Uma boa opção para esquecer o chá verde (esse não aguento nem mais o cheiro).
Fiz o chá com 1 colher de sopa com gengibre ralado, 500 ml de água. 
Não pode ferver o gengibre porque ele perde suas propriedades. Esquenta a água até que colocando o dedo não queime, coloque o gengibre e deixe em infusão por 10 min. Pode colocar limão, cravo, canela pra dar um gostinho. Tome, no máximo, 500 ml por dia, ok?

Comecei hoje, depois conto os resultados.

Beijos e lindo dia para todas!

domingo, 7 de outubro de 2012

O antes e a motivação para o depois.


Esta foto foi tirada em Julho de 2012 em um passeio que fiz a Paraty, no RJ.
As fotos que eu tirei durante essa viagem foram um incentivo para a minha decisão de mudar.
Percebi o quanto estava grande nessas fotos, sem forma (ou melhor, redonda).
Às vezes a gente não percebe o quanto maltrata nosso corpo e eu usei e abusei do meu.
Comia demais, vida sedentária ao extremo, escolhia coisas erradas para me alimentar.
Não havia limite para a comida e para a bebida e o corpo começou a reclamar com dores nas juntas,
na coluna, espinhas aos montes, celulite. Caraca! O que foi que eu fiz comigo!

Hoje sei que tenho como voltar nesse caminho e que estou forte o suficiente pra conseguir.
Engraçado como aquilo que parecia impensável antes (dieta), hoje é um prazer. 
O foco e a determinação são imprescindíveis para encarar esse momento como um processo de transformação, ou seja, VOCÊ PRECISA QUERER!
 Agora percebo que estou me amando. Amar é cuidar e não comer e beber sem limite.
Eu vivia falando pra todo mundo que era gordinha e que era feliz, 
que cuidava de mim e não era o peso que me definia. Ainda não acho que o peso me defina, 
mas sei que agora eu realmente me amo e me cuido.
Cuidar é dar saúde ao seu corpo, dar a chance dele se movimentar.
Estou firme no processo, descobrindo novas possibilidades e novos sabores.

Eu amo peixe, mas sempre o comia frito. 
Nunca pensei em fazer peixe de outra forma, achava sem graça.
Hoje, depois de votar eu e maridão resolvemos comprar um peixe e tentar outra forma de cozinhá-lo. Ficou maravilhoso e sem gordura. Juntei o peixinho ao arroz integral e uma saladinha verde caprichada com alface, rúcula, salsinha, hortelã e manjericão. Juntei passas pra dar uma diferenciada no sabor e rodelinhas de pepino. O peixe eu fiz assim:

1 quilo de corvina em postas (mas pode ser o peixe que vc quiser)
Tempere com alho, sal e limão à gosto.
Forre uma assadeira com papel alumínio, e unte o papel com um pouquinho de azeite.
Depois coloque as postas de peixe temperadas, coloque orégano, noz moscada raladinha na hora (um pouquinho só) e Manjericão picadinho (pouquinho também).
Depois coloque outra folha de papel alumínio por cima e leve para assar por 20 minutos.
Depois retire o papel alumínio de cima para dar uma dourada no peixinho durante uns 10 minutos.

Fica uma delícia!

Desculpe pelo post imenso e linda segunda-feira a todas.
Beijos

sábado, 6 de outubro de 2012

Vendo os resultados


R.A. funcionando direitinho, mesmo fora de casa e estou feliz por conseguir isso.
Hoje de manhã, me lembrei que tenho 2 calças no guarda roupa (uma 44 e outra 42).
Desde que comecei a R.A certinha, sem falhar não vesti mais nenhuma das duas.
Hoje me animei e comecei pela 44, uma calça linda e que eu adoro, mas não fechava mais.
Lá em Agosto quando comecei a comer menos ela até entrou no quadril, mas nem reza
braba fecharia o zíper. 
Hoje cedo ela fechou! 
Nossa, que felicidade! Vale a pena essa mudança de vida. É algo que não tem preço porque
fiz por mim e para mim.
A 42 já entra no quadril, mas ainda não fecha. De qualquer modo já estou feliz da vida!
Devagar e sempre, essa é a saída para emagrecer para sempre.
Quero essa vida nova eternamente pra mim.

Intestino funcionou hoje e sozinho! Finalmente!
Lindo sábado light pra nós todas!


sexta-feira, 5 de outubro de 2012



Meninas, tudo bem?

R.A. seguindo firme e ontem finalmente consegui voltar para a bicicleta.
Fiz 1 hora em ritmo forte, suei à beça.
Pra finalizar o dia, uma saladinha no jantar. 
Estou gostando demais do grão de bico, no meu prato tem lugar cativo agora.

Estava pensando: 
Não tenho achado tão difícil resistir as tentações. Nas outras dietas que eu fiz eu
sofria só de pensar que iria ficar longe das coisas que gostava.
Não vou dizer que não sinto vontade de me atracar com uma coxinha ou com 
um bolo de brigadeiro, mas são vontades que vem e vão, não sofro por não tê-los.
Pela primeira vez na vida acho que realmente tenho foco para emagrecer e embora os 
resultados não sejam o que eu gostaria, não penso em desistir.

No início do blog, eu falei sobre uma viagem a Porto Seguro que farei em novembro.
Tinha estipulado a meta de 8 quilos a menos até lá. Não sei se vou chegar a isso tudo,
mas não me preocupo tanto mais. Não quero emagrecer para colocar biquíni na Bahia.
Quero emagrecer pra sempre, para todas as férias que ainda terei.
Nesse pensamento eu vou firme e forte, mesmo que os quilos perdidos sejam menos
do que eu gostaria. Eles se foram e não voltam mais.

Uma perguntinha:
Alguma de vcs teve problemas com intestino no início do R.A.?
Pergunto isso porque como um monte de fibras, tomo 2 litros no mínimo de água todos os dias e como linhaça. Desde que comecei a R.A o intestino parou. Faz um mês que tenho que recorrer a laxantes e estou estranhando isso. Fiquei pensando se isso não pode ser psicológico. Será possível que eu esteja "prendendo" inconscientemente o intestino por não querer mudar?
Vou analisar essa questão.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Descobertas de uma nova vida...

A festa de aniversário do marido durou bastante.
Até hoje cedo tinha amigos do Espírito Santo hospedados em casa. 
Ontem á noite, eu não estava afim de ir para a cozinha, mas aí
o que fazer pra comer que fosse rápido e desse conta de 5 pessoas em
volta da mesa?
Decidi que faria um coquetel com pastinhas, biscoitinhos e coisas assim.
A parte deles estava resolvida, mas faltava a minha.
Fiquei pensando: O que eu posso fazer que me alimente, mas não me faça 
estrapolar?
Inventei 2 "pastinhas" que ficaram deliciosas. Cortei cenouras em palito pra comer com elas.
Acabou que todo mundo largou as pastinhas engordativas de lado e caíram na minha.
Cozinhei também grão de bico e misturei com hortelã picadinha, um pouquinho de azeite
e orégano. Ficou uma delícia.
Pra beber, eles tomaram cerveja e eu e a filhota, suco de uva light.

Percebi como é fácil comer bem, com coisas gostosas que não engordam e nem fazem mal.
Fiquei orgulhosa de ver minha filha comendo cenourinha crua e dizendo o quanto estava gostoso.
Agora quero distância da maionese! rs

É vida nova pra todo mundo! Estou feliz à beça!

Fiz as pastinhas assim:

1) Queijo cottage
    Salsinha picadinha
    Orégano
    Hortelã picadinha
    1 fio de azeite
    

2) Queijo cottage
     Palmito bem picadinho
     Orégano e Salsinha desidratada
     1 fio de azeite

 Mistura bem e põe um pouquinho na geladeira, uns 10 min.

Ahhh, me pesei hoje cedo. 
Perdi 800 gramas. Agora estou com 83,200. Não foi muita coisa, mas está bom.
Minhas roupas estão mais largas e tenho uma qualidade de vida muito superior
a que tinha. Só por isso já vale.




quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Me submetendo à tentação

Gente, essa é uma das minhas perdições e acho que eu estava louca quando decidi comemorar
o aniversário do meu marido com pizza. Depois que postei aqui no blog ontem é que fui me dar conta
que eu poderia estar me sabotando. Fui para a faculdade, atendi meus pacientes e segui à risca a R.A.
Tomei  uma vitamina de frutas no lanche da tarde e, claro, cheguei em casa às 8 azulzinha de fome.
Maaaaas....
Não comi uma pizza sequer. Servi meus convidados e do fundo do coração, não tive vontade de comer 
as pizzas. Fiquei tranquila, tomei 2 dedinhos de vinho e só. Quando a festa acabou, me sentei e comi
uma fatia de queijo minhas e 1 rodelinha de blanquet de peru.

Ontem pude ver que quando temos foco e determinação, fica fácil porque escolhemos não comer, 
não há sofrimento se eu escolhi, não é por obrigação. Fiquei muito satisfeita comigo por isso.

P.S. Como nem tudo é perfeito, fiquei meio chateada com as fotos, rs.
Engraçado! Quando olho no espelho, me vejo mais magra, as roupas mais soltinhas.
Mas nas fotos continuo redondinha, redondinha.
Comecei a pensar que algo estava errado, mas consegui mudar minha cabeça e entender
que preciso de tempo para reprogramar meu corpo. 
Não posso esmorecer agora que as coisas estão caminhando.
Logo me veio a mente a frase que li ontem em um dos blogs: 
"Leva 4 semanas para notar seu corpo mudar, 8 semanas para seus amigos e 12 semanas para o resto do mundo. Dê-lhe 12 semanas. Não desista."

Obrigada pelos comentários de incentivo.
São muito importantes pra mim.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Emagrecimento de tornozelo


Estou enrolada no trabalho e com provas na faculdade 
(são as últimas da graduação...Ufa!)
Segui bem a R.A ontem.
Só escorreguei um tiquinho comendo um pouco de fandangos a noite na faculdade.
Não costumo comer essas coisas, mas  estava precisando 
de algo salgadinho e...não pensei.
Depois que comi é que pensei que não tinha necessidade nenhuma.
É essa droga de compulsão que ainda me pega, às vezes.

Tem problema não! Não desanimo por isso.

Tô tão feliz com meu tornozelo desinchadinho!
Ele sempre foi uma bolinha e agora tá sequinho, sequinho.
Consigo ver os osssinhos do peito do pé, rs.
Sentia um incômodo enorme com as pessoas olhando e perguntando
se o pé tava inchado. Dava uma raiva, rsrs!
Ele ficava direto, não tinha aquela voltinha do tornozelo, ficava pesado, doía.
Só de vê-lo assim...normal, já vale a pena não comer doces ou besteiras.

Hoje é aniversário do maridão e o menu será pizza. 
Vou fazer a minha com massa de pão de queijo,
que não tem glúten (estou levando a sério a dieta sem glúten e me sentindo menos inchada.)
Vou me focar na R.A e comer bem pouquinho. 
Torçam por mim, a prova é de fogo. 
Lá em casa e com meus amigos tudo gira em torno da comida e é MUITA COMIDA!

Ahhh, quinta tenho médico. Vou deixar pra me pesar lá.
Depois conto tudo.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...